Atividades para Trabalhar com TV em Sala de Aula


ATIVIDADE 1: A Cultura Televisual do Grupo
Objetivo:

Conhecer a cultura televisual do grupo de alunos
Roteiro:

-Debate – “A TV na vida da gente e a TV na vida dos outros”
-Enumerar pontos para reflexão surgidos no debate
-Elaborar questionário sobre a participação da TV no cotidiano dos alunos
Sugestão de questionários:
-Quantas horas por dia você vê TV?
-Qual o período do dia que você mais assiste TV?
-Você vê mais: ( )Telejornais, ( ) Telenovelas ou ( )outros
-Qual o seu programa preferido?
-O que você mais gosta na TV?
-O que você menos gosta na TV?
-Quantos aparelhos de TV você tem em sua casa?
-Além da TV convencional (aberta) você tem: ( )TV a cabo/satélite ( )DVD Player
OBS:
-O professor deve elaborar seu projeto para usar a TV em sala de aula, levando em conta os resultados da pesquisa objetiva e os valores subjetivos mapeados no debate (valores estéticos, morais, culturais e etc)
-A partir do questionário-base, o professor pode sofisticar seus mecanismos de pesquisa da midiabilidade do grupo ( papel dos ídolos, identificação ideológica com os conteúdos vistos na TV, conflitos entre telespectador e conteúdos televisuais e etc).

ATIVIDADE 2: Facetas de um Telespectador
Objetivo:

Perceber as diversas formas psicossociais de ver TV e suas variantes culturais e individuais.
Roteiro:

-Selecionar programas de acordo com a faixa etária do grupo de alunos em questão. Um programa deve ser escolhido entre aqueles mais populares ( mais audiência e menos prestígio cultural) e outro entre aqueles mais cultos (menos audiência e mais prestígio cultural). Pode ser qualquer gênero de programa (telejornal, telenovela, infantil, entrevista e etc). Telenovela e telejornal são os tipos mais recomendados.
-Dividir a classe em quatro ou cinco grupos, mais ou menos homogêneos (grupo dos mais extrovertidos, grupo dos mais estudiosos, grupo dos mais retraídos, grupo dos mais tímidos e etc). Outra opção é deixar que os grupos se formem a partir das afinidades naturais da classe. Mas neste caso o professor deve certificar-se de que as opiniões surgidas não representam apenas as lideranças naturais naquele grupo.
-Exibir os programas. Por meio do roteiro de análise, os grupos devem se posicionar.
Sugestões de roteiro de análise:
-Qual tema que mais chamou sua atenção? Por quê?
-Qual personagem que mais chamou sua atenção? Por quê?
-O que você não gostou neste programa? Por quê?
-O que você mudaria no tratamento dos temas e personagens mostrados pelo programa?
OBS:

O professor deve adaptar o enunciado das questões ao programa efetivamente escolhido. Por exemplo, no caso de um telejornal, não só o enunciado pode mudar, como outras questões podem ser acrescentadas.

ATIVIDADE 3: Palavra Escrita Versus TV
Objetivo:

Estimular a articulação entre assimilação da palavra escrita e o hábito de ver TV.
Roteiro:

- Exibir um telejornal ou trechos de um telejornal para o grupo.
-Os alunos, individualmente ou em grupo, devem trazer na aula seguinte um jornal impresso (ou escrito) com a mesma pauta jornalística exibida na TV.
-Solicitar uma redação mostrando as diferenças entre as duas abordagens da mesma notícia.
Sugestões de programas adaptados de obras literárias:
-Minisséries da TV Globo: Hilda Furacão, Agosto, Grande Sertão Veredas, Morte e vida Severina, Capitu, entre outras.
-Produções do Núcleo Guel Arraes da TV Globo: Comédia da vida privada, O homem que sabia javanês, o besouro e a rosa e etc.
OBS:

O professor deve evitar a tendência de hierarquizar os veículos (exemplo: o livro é “melhor” do que a TV). Não é esse o objetivo da atividade.

ATIVIDADE 4: Programas de TV e Conteúdos Escolares
Objetivo:

Estimular o aluno a refletir sobre as formas de que se utiliza a TV para socializar os conteúdos escolares, produzidos pelas diversas áreas do conhecimento formal; refletir sobre as formas nas quais o conteúdos produzido pelo discurso científico é socializado pelo curso dramatizado da TV, bem como suas conseqüências culturais e ideológicas.
Roteiro:

-Selecionar um telejornal ou vários telejornais, escolhidos dentro de uma mesma faixa de horário.
-Verificar como se dá o tratamento de temas ligados ás áreas de conhecimento (científico/escolar): história, geografia, matemática (estatística e números mostrados), biologia e etc.
-Enumerar os tópicos apresentados na TV e seu tratamento (textos explicativos ou conclusivos, imagens, entrevistas e etc.).
-Organizar uma aula ou um debate em classe mostrando as diferenças entre o discurso científico e o discurso dramatizado da TV. Examinar as relações entre um e outro levando em conta o nível de profundidade das respectivas abordagens, os conceitos envolvidos, as simplificações, as distorções e etc.
OBS:
Esta atividade pode ser adaptada, tendo por base a análise dos temas transversais (ética, sexualidade, meio ambiente e etc) que aparecem nos programas televisuais, sobretudo nos telejornais, nas telenovelas e na publicidade comercial.

ATIVIDADE 5: O Humor na TV
Bloco 1

Objetivo:
dar noção geral do humor.
Fazer algumas perguntas aos alunos para que pensem sobre o que provoca riso:
1. De que você ria quando era criança?
2. Do que ri espontaneamente?
3. Afinal, o que é humor para você? (Espera-se que os alunos apontem algumas características do humor que possam ser discutidas no grupo e percebam que o riso é a sanção para a transgressão de uma regra aceita.)
Bloco 2

Objetivo:
enfocar o humor na TV.
O professor escolherá, dentro de um programa humorístico de TV, de grande audiência no momento, uma sequência para ser transcrita. Os alunos lerão a transcrição e, em grupo, responderão às questões:
1. É uma cena engraçada? Por quê?
2. Se é engraçada, em que se baseia o humor?
Ao descrever a cena para explicar em que se baseia o humor, certamente a discussão levará os alunos a identificarem os estereótipos, o preconceito, a grosseria, a ofensa e, talvez, o cinismo.
A seguir, os alunos assistem à gravação da mesma cena e respondem:
1. Há alguma diferença entre ver a cena e a leitura do texto escrito? Qual é essa diferença?
2. Se a cena pode ser considerada mais engraçada na TV, qual é a razão?
3. A cena foi gravada com platéia ou no estúdio? Isso faz alguma diferença?
4. Deu para notar se havia alguém comandando o momento do riso? No caso de haver gravação com risada, em que momento ela foi encaixada? (Mostrar que o comando do riso é forçado, pois pretende provocar uma reação no público e também no telespectador).
Bloco 3

Objetivo:
abordar as anedotas.
O professor pede a dois alunos que contem cada um uma anedota para a classe. Os alunos irão compará-los e responder:
1. Qual foi a anedota mais engraçada?
2. Onde está o humor de cada uma?
3. Em que se baseia o humor? É uma crítica? (os alunos certamente encontrarão dificuldade em responder a essas questões. Dificilmente chegarão ao cerne do problema do humor, mas estarão tentando compreender os fatos geradores do riso.)
Caracterizando o humor:

Uma das características do humor é a brevidade, o espaço de tempo curto entre a produção e o riso. Além disso, de modo geral, as piadas se articulam com a duplicidade de significados, explorando a própria língua, bem como o contexto social em que a piada se insere. Desse modo, quem conta e quem ouve a piada, precisa reconhecer o contexto e o recurso de linguagem para rir. Se isso não ocorrer, o riso espontâneo não irá surgir. Pode-se rir apenas para não deixar de rir. Também não é raro que os fatos tratados em piadas sejam problemas para alguém. Ao ridicularizar uma pessoa, por suas características, por suas deficiências, por sua ingenuidade, estamos provocando riso. Veja uma piada do populário: “A mãe quando a tia está indo embora, dirige-se ao filho pequeno: – O que a mamãe ensinou você a dizer quando sua tia vai embora? A criança responde: – Graças a Deus?”. Nesse caso, a ingenuidade da criança somada ao constrangimento da situação criada pela resposta é que caracteriza o humor. Desse modo, a compreensão da piada está na rapidez em perceber os múltiplos efeitos criados pela situação.

ATIVIDADE 6: Estereótipos na TV Brasileira
Objetivos:
reconhecer e elaborar uma reflexão crítica sobre os estereótipos (sociais, culturais e ideológicos) mais fortes nos conteúdos da TV brasileira.
Roteiro:

1 – Selecione programas de um gênero específico: telenovela (de preferência do horário nobre), telejornal (idem), programas de variedades (programas de auditório, crônica policial ou “mundo cão”).
2 – Elabore um roteiro de análise dos programas fazendo o aluno perceber: a) tipos ou grupos humanos que mais aparecem nos programas; b) como estes tipos ou grupos são nomeados (quais os adjetivos mais usados pelo apresentador para qualificá-los); verifique o grau de concordância dos alunos em relação a estes pontos e problematize as opiniões surgidas.

ATIVIDADE 7: Televisão e Memória Social
Objetivo:
Discutir o papel da TV (e da mídia em geral) no processo de construção da memória social e individual.
Roteiro:
(sugestão de questionários para a classe – ensino fundamental)
1 – Cite três fatos ou temas que você julga mais importantes para o país na atualidade.
2 – Cite três fatos ou temas importantes para o país que tenham ocorrido no passado.
3 – Quais personagens históricos você acha mais importante para o país?
4 – Quais personagens históricos você se lembra de ter visto na TV?
Obs.: Como desdobramento desta atividade, o professor pode sugerir uma pesquisa mais aprofundada sobre os temas e personagens recorrentes.

Extraídas de “Como Usar a Televisão na Sala de Aula”.

About these ads

One response to this post.

  1. Posted by Maria Paula on maio 18, 2010 at 17:43

    Hoje tivemos planejamento sobre esta proposta de trabalhar com TV em sala de aula, e foi muito bom. Parabéns a coordenadora que mediou o encontro.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: